quarta-feira, 11 de maio de 2011



Onde mais eu poderia tirar forças pra sair desse buraco que entrei sem nem perceber? Não de você nem de ninguém. Criei forças em mim mesma. 

Um comentário:

Paulo Tamburro disse...

OLÁ SANDY.

SOU SEU MAIS NOVO SEGUIDOR.

LAMENTO SÓ TER ENCONTRADO SEU BLOG , AGORA.

MAIS TUDO TEM SEU TEMPO CERTO, ENFIM...

NOSSA FORÇA INTERIOR É SEMPRE COMPROVADA, DEPENDENDO DO DESAFIO.

QUANDO ESTES DESAFIOS SÃO DESPREZÍVEIS OU NÃO CONDIZEM COM AS NOSSAS MAIS SUTIS ESPERANÇAS, APENAS ADORMECEMOS NO MARASMO DA IMOBILIDADE E INDIFERENÇA.

SE NO ENTANTO, ELE TORNA-SE VITAL PARA O NOSSO EQUILÍBRIO AFETIVO-EMOCIONAL, ENCONTRAMOS MOTIVAÇÕES E FORÇAS JAMAIS IMAGINADAS.

EU, PARTICULARMENTE SEMPRE GOSTEI DOS GRANDES DESAFIOS.

TAMBÉM, ESTOU LHE CONVIDANDO PARA CONHECER MEU BLOG DE HUMOR:

“HUMOR EM TEXTO”.

A CRÔNICA DESTA SEMANA É:

“CALOR DO AMOR EM CIMA DO TELHADO”

ESTA CRÔNICA DEMONSTRA COMO PODEMOS ANULAR OS PROBLEMAS DOS GRANDES DESAFIOS E QUAL A PALAVRA MÁGICA QUE CONTRIBUI PARA ISSO.

É DE HUMOR ...E DE GRAÇA

UM ABRAÇÃO CARIOCA.